sexta-feira, 19 de maio de 2017

ATENÇÃO!!! AGÊNCIA NACIONAL DO CINEMA ANUNCIA INVESTIMENTO DE R$ 192 MILHÕES EM EDITAIS PARA SETOR AUDIOVISUAL




A Agência Nacional do Cinema (Ancine) lançou ontem quinta-feira (18), em sua sede no Rio, quatro chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas que, juntas, totalizam R$ 192,3 milhões de investimentos no setor audiovisual. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da agência, Manoel Rangel, que também apresentou a segunda etapa do Plano de Qualificação da Gestão de Financiamento – Ancine + Simples, que tem como objetivo dar mais agilidade e transparência às operações da autarquia, responsável pelo fomento e pela regulação do setor.



Na próxima segunda-feira (22), serão abertas as inscrições, que prosseguem até 7 de julho, para a quinta edição do edital Prodav 03/2017 – Núcleos Criativos, no valor de R$ 14 milhões. Serão selecionadas 14 novas propostas de projetos que reúnam profissionais de criação e roteiristas com o objetivo de desenvolver roteiros de filmes, séries, programas e formatos para televisão.

No mesmo dia, a Ancine abre inscrições para outras três chamadas. Uma delas é a linha de desempenho comercial do Sistema de Suporte Automático do Programa Brasil de Todas as Telas, a chamada pública Prodav 06/2017, que vai disponibilizar R$ 100 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para empresas produtoras brasileiras independentes, distribuidoras brasileiras atuantes no mercado de salas de exibição e programadoras de televisão atuantes no serviço de acesso condicionado ou de radiodifusão.

“Além do aumento de R$ 20 milhões em relação a 2016, mudaram também algumas regras do edital, que passa a versar agora apenas sobre regras de habilitação e pontuação das empresas beneficiárias indiretas, ficando as normas sobre destinação de projetos para um documento próprio, o regulamento para destinação”, explicou Manoel Rangel.

Em outra linha de financiamento, o Projeto Cinema da Cidade, a Ancine convoca os governos estaduais a uma ação conjunta para a construção de salas de cinema em municípios sem esse equipamento. Serão investidos R$ 8,3 milhões do FSA e os governos estaduais interessados devem comprometer-se com uma contrapartida mínima de R$ 2 milhões.

A última das quatro chamadas públicas é a 01/2017 - Arranjos Financeiros Estaduais e Regionais, edital pelo qual o programa da Ancine se propõe a financiar, de forma complementar, com recursos do FSA, projetos audiovisuais independentes selecionados em editais promovidos por órgãos e entidades da administração pública estadual, do Distrito Federal e das capitais dos estados. Para esta linha estão previstos investimentos na ordem de R$ 70 milhões.


Fonte: Agência Brasil/Fotos Arquivo do Blog "Eterno Aprendiz".

Nenhum comentário: